CONTADOR

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009



Emoções e Relações


Há gatos e cães em zaragata pelo ganho de qualquer coisa: Dignidade? Justiça? Igualdade?
Ou apenas sobrevivência?

Mas há a flor entre eles!

Um homem puxa o cão na sua autoridade de senhor.
Uma mulher esbraceja irritada na impotência de se impôr.

Mas há a flor entre eles!

Os gatos assanham-se no seu felino estar. Não sabem porque o fazem... puro instinto. Sentem medo e ódio pelo inimigo intemporal.
O s cães admiram-se assustados, rosnando baixinho e de senho arreganhado.

Mas há a flor entre eles!

A mulher assanha-se contra o homem.
O homem sai pachorrento mas aflito, latindo de manso, procurando apoio nas paredes frias e cinzentas da rua. Ainda por cima o tempo é de chuva.

Mas há a flor entre eles!

O gato acarinha a mulher que se anicha ao fundo da gaiola.
O cão afaga o homem que rosna de medo e de frio.

Mas há a flor entre eles!

O gato sai da sala com adona pendurada pela argola, desconfiado mas pacífico.
O cão entra na sala carregando o dono pela trela, protector e confiante.
Cruzam-se, olham-se, amam-se e odeiam-se.
Depois... a indiferença, o esquecimento, até que novo encontro se proporcione, naquela ou outra sala, tanto faz, renovando votos de conteúdo próprio do ser animal, apurado e renovado nas eternas contendas do mundo.

Mas... e a flor?

Liliana Josué

3 comentários:

Anónimo disse...

Liliana, já havia visitado teu Blog, mas não havia feito comentários. quero te dizer que teus textos são lindos e abordam de forma atraente acontecimentos e situações da vida! Adorei! Um grande abraço e ótimo domingo!

Anónimo disse...

Mas...e a flor?

A flor ninguém viu!
Simboliza a "PAZ" que poderia existir se houvesse compreensão e tolerância...o instinto animal é mais forte domina todas as atitudes que se possam tomar...age-se por instinto e não é a forma correcta, mas quem sou eu para estar aqui deitando para fora todo este discurso?!...
Um abraço

Liliana Josué disse...

Obrigada pelos agradáveis comentários que tem feito no meu blog.
Tenho pena que não se identifique mas se prefere estar no anonimato respeito isso.

Um abraço amigo.
Liliana