CONTADOR

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Amor



Amor

Amor é palavra de sentido
perdido
não significa emoção quente
e permanente
que floresce depois da explosão
da paixão.

Amor já não é substantivo próprio
mas impróprio;
um mero substantivo comum
sem algum
sentido na sua transcendência
ou essência.

Amor passou a simples sentimento
de momento
e não forte vontade de prender
o amanhecer
fresco, do dia sem vivências
de imprudências.

Amor devia unicamente ser
pleno crer
num aperfeiçoar denso e profundo
deste mundo
e onde a paixão ardente em esplendor
perdurasse no lirismo do amor.


Liliana Josué

Sem comentários: