CONTADOR

terça-feira, 29 de setembro de 2009

TRANSTORNO DO ESPÍRITO


Um rio de sombras eu vi
escorrer pelo teu rosto;
gárgulas sem tempo
demónios escarninhos…
Homem já velho tão prematuramente
mordido pelos dentes caninos
da demência.
Meu coração chora por ti.

É o teu segredo
mas tu não sabes
e ateias o pavor na tua mente.
Meu coração chora por ti.

Sacos de lixo são tua companhia
nacos de pão espalhados pelo chão
papeis rasgados
atirados ao acaso.
Garrafas… muitas garrafas de vinho
já bebido
e algum azedo
que mesmo assim ingeres
num delicado copo de vidro
sentindo-te assim muito mais protegido.
Meu coração chora por ti.

Eu fujo num olhar de aflição!!!

Liliana Josué

Sem comentários: