CONTADOR

quarta-feira, 7 de abril de 2010

IRRESISTÍVEL



Gosto de te sentir abandonado
na nossa sala de sofá listado
e requebrar de forma incorrigível
porque vou ser p'ra ti irresistível.

Gosto de correr nua à tua frente
como animal bravio de sangue quente
num despudor de gesto irreprimível
porque vou ser p'ra ti irresistível.

Gosto desse teu beijo extenuado
que me atiras lá do sofá listado
porque vou ser p'ra ti irresistível.

Gosto de olhar teu corpo nu, ansioso
sentir nele o desejo furioso
porque sei que te sou imprescindível.

(in: Duas Gotas... A Mesma Fonte)

Liliana Josué

1 comentário:

Anónimo disse...

OLÁ LILIANA

GOSTEI MUITO QUE COLOCASSES AQUI NO TEU BLOGUE POEMAS DO NOSSO LIVRO. A FORMA COMO APRESENTASTE E AS CITAÇÕES QUE REPRODUZISTE DO LADO DIREITO ESTÃO UM ESPECTÁCULO. FICO VAIDOSO COM ESTE TRABALHO E O TEU BLOGUE ESTÁ CADA VEZ COM AMIS NIVEL. UM ABRAÇO AMIGO DO MÁRIO