CONTADOR

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

AMAR AMAR PERDIDAMENTE







TEMA-FLORBELA ESPANCA NO ENCONTRO DE 12/02/2011 NO CAFÉ VÁVÁ DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE POETAS)

Amar cansa, transtorna e enlouquecce
Altera a pacatez das nossas vidas
No olhar a chama acende, a alma aquece
Os dias ganhos, as noites perdidas

Sente-se a tempestade dos sentidos
O fervilhar das emoções nas veias
O que era escuro brilha em coloridos
As ânsias crescem como vastas teias

Amar a sério é sentir loucura
Largar o certo em troca da aventura
E perder mão da nossa própria mente

Assim e totalmente em meu direito
Acento desde já neste preceito
De não querer amar perdidamente

Liliana Josué

6 comentários:

Anónimo disse...

Gostei muito.
Edite Gil

Liliana Josué disse...

Olá Edite
Agradeço a tua simpatia.
Um beijão

Liliana

Marcelino disse...

Pareceu a própria Florbela, com um olhar lânguido, de pálpebras arroxeadas e mãos finas e frias de amore. Muito bom.

Liliana Josué disse...

Olá Marcelino

Obrigada por tanta gentileza e simpatia.

mariaivonev disse...

Lindo, Liliana e positivo. Paixões ou amores para sempre só no tempo da Florbela...ou no meu.
Beijinhos
Maria Ivone Vairinho

Liliana Josué disse...

Olá Maria Ivone

Finalmente tenho a satisfação de ter no meu blog um comentário seu.
Obrigada com um grande beijo junto.