CONTADOR

quarta-feira, 30 de março de 2016



FONTE DE VIDA

Vi num corpo pequenino
A injustiça de Deus
Sorriso baço, franzino
Uns olhos presos nos meus.
Que sofrer Tu impuseste
A este ser que nos deste

Deste mesmo… eu não sei
Pois dar e querer tirar
É gesto de Rei sem lei
Que me nego aceitar
Se fosses Pai de verdade
Não farias tal maldade.

Hás-de vencer o terror
Que sobre ti se lançou          
Serás meu raio de amor
Que em vida se inovou
Serás o meu coração
Renovado em oração

Liliana Josué


1 comentário:

mário matta e silva disse...

QUE MARAVILHA!!! PARABÉNS LICAS